Resenha: Esfoliante 4 em 1 Dermage

Olá pessoal! Tudo bem?

Andei meio sumida mas voltei cheia de energia, e de produtos também! Serão muitas resenhas até eu conseguir deixar em dia tudo que tenho experimentado ultimamente.

Então vamos ao que interessa!

O produto de hoje é um esfoliante da Dermage que vale a pena experimentar.

Compose Dermage

O que diz a marca?

Indicação: tratamento facial potencializado para renovação celular, redução da oleosidade e hidratação para todos os tipos pele, inclusive as oleosas.
Diferenciais:
  • 4 benefícios em 1: Esfoliante, Máscara, Antioxidante, Limpeza
  • Tratamento profundo em minutos
  • Ação clareadora, hidratante e refrescante que reduz a oleosidade
  • Máscara esfoliante para tratamento intensivo.
  • Para todos os tipos de pele, inclusive as oleosas.
Principais ativos: Extrato de Romã, Vitamina E, Bearberry
Modo de Usar: Como máscara, aplicar uma camada generosa do produto sobre o rosto seco evitando o contorno dos olhos e manter por pelo menos 5 minutos. Esfoliar do meio do rosto em direção ao pescoço e enxaguar com água. Para uso esfoliante, massagear o produto com movimentos circulares sobre o rosto úmido e enxaguar.
Contém: 40g
O que eu achei?
Tirando a parte ação clareadora, ele cumpre tudo que promete.  Não que a pele não fique mais iluminada após seu uso, mas é um efeito Cinderela, não vai durar mais que algumas horas., então se você tem melasma e ta pensando em comprar só por isso, não se iluda…
Sua esfoliação é eficiente, porém sem agredir a pele, e o fato do produto também poder ser usado como máscara, foi o que me ganhou na hora da compra.
Ele é um creme branco, com pequenos grânulos para a esfoliação, que em contato com a pele, fica mais transparente.
A pele fica macia, aveludada e revigorada!
Ponto negativo: preço x rendimento. Uso o meu uma vez na semana e pelo que percebi, ele não vai  render muito.
Ele pode ser adquirido nas lojas físicas ou virtuais:
Sephora   R$ 89,00
Dermage  R$ 94,50
Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima!
Denise

 

Anúncios

[RESENHA] COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS – JULIA QUINN

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje vamos falar do segundo livro dessa duologia (não podiam ser tipo uns 5 agentes?) da Julia com uma participação mega especial!

9788580417616

SINOPSE

Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.

Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquêsna biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.

Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.

É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente… Elizabeth Hotchkiss.

Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.

Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

O QUE EU ACHEI!?

Após 5 anos a morte de seus pais, Elizabeth decide que é hora de se casar. As contas não fecham e eles (Elizabeth e os 3 irmãos mais novos) provavelmente serão expulsos após o vencimento do aluguel do chalé em que moram. Mesmo sendo dama de companhia de LADY DANBURY, SIIIIMMMM, ELA MESMO, COM TODA SUA GRAÇA!!!!! O dinheiro não está sendo suficiente nem mesmo para colocar comida à mesa. Depois de Lady Danbury liberar Elizabeth mais cedo pois iria encontrar o novo administrador de sua casa em Surrey, Lizzie encontra um livro intrigante na biblioteca “COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS”, ela tenta, mas não consegue resistir e acaba levando o livro pra casa. Afinal, ela não quer necessariamente um Marquês, mas sim um homem que possa ajuda-la com as despesas.

James que já conhecíamos do livro anterior recebe um pedido muito estranho de sua tia, Lady Danbury. Ela solicita que ele vá até Surrey mas não como o Marquês de Riverdale e inventa até outro sobrenome pra ele. James fica intrigado, mas faz o que foi pedido. Elizabeth é super desastrada e ele mal chega a propriedade e já esbarra com ela, literalmente, e lógico fica intrigado com a loura baixinha. James descobre que sua tia está sendo chantageada por um segredo a muitos anos escondido e por isso ela pediu que ele viesse disfarçado, quer que ele descubra quem é o chantagista.

Apesar do primeiro e segundo dialogo entre eles ter sido bem estranho, quando eles começam a conversar “sem máscaras” a paixão começa a surgir.

Achei esse infinitamente melhor que o primeiro, não ficou aquela coisa chata de perdi meu primeiro amor e não posso mais ser feliz. Apesar que no começo do livro achei chato que focou muito em Elizabeth e os irmãos, queria ler interação entre os personagens principais logo. Mas ai eu percebi que conhecer os irmãos dela fazia parte, se não, como poderíamos torcer para o melhor para eles também? Eu tive a impressão de que esse livro “COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS” ou algo muito parecido já apareceu em algum outro livro que eu já li, não sei se da Julia ou de alguma outra autora. Agora, vocês precisam descobrir, será que fingir ser uma outra pessoa pode dar certo? Rs

Nesse livro senti um pouco do que sentia lendo os livros do Bridgertons, não sei se foi Lady Danbury que me trouxe esse saudosismo. Aliás, que está exatamente como está nos outros livros, intrometida, inconveniente quando deseja, língua afiada e essas coisas que nós já sabemos.

OUTROS COMENTÁRIOS

Considerada “a rainha dos romances de época” pela Goodreads, os livros de Julia Quinn atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo.

“Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea.” – Jill Barnett

Espero que tenham gostado, até o próximo!!

Andressa.

[RESENHA]COMO AGARRAR UMA HERDEIRA – JULIA QUINN

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje começando uma duologia da minha querida Julia Quinn, partiu!? Esse foi um dos primeiros livros que ela escreveu! =D

9788580417593

SINOPSE

Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.

Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.

A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação que o desarma completamente.

O QUE EU ACHEI!?

Caroline é uma dama que perdeu os pais muito cedo e por isso passou nas mãos de vários tutores até o ultimo que passou dos limites. Seu tutor agora é Oliver, que mandou o próprio filho violentar Caroline para que o casamento fosse inevitável, mas Caroline é mais esperta e consegue se livrar das garras de Percy. Ao fugir da casa, Caroline é detida por um homem que pensa que ela é outra pessoa. Ela até tenta dizer que não é quem ele pensa, mas depois resolve que é melhor assim, afinal ela precisa de 6 semanas para poder colocar as mãos na sua herança e se livrar do seu tutor.

Blake é um agente disfarçado e que acredita que conseguiu capturar sua ultima missão, ao levar a dama para casa percebe que não vai ser tão fácil arrancar informações dela. Apesar de saber que Carlotta é uma traidora, Blake se sente atraído por ela. O que com certeza é  muito errado. Mas ele tem um trunfo na mão, seu amigo o Marquês de Riverdale. O mesmo que revela o segredo de Caroline, ela não é a Carlotta.

Depois de contar sua história, ambos percebem que ela pode ajudar nos planos deles para capturar a verdadeira Carlotta e Blake aceita que ela permaneça na casa até completar os 21 anos. Só que a gente sabe que essas coisas não dão certo né, ainda mais com a atração que Caroline e Blake tem um pelo outro. Por serem teimosos, apesar da atração brigam o tempo todo, mas é engraçado de ler, ainda mais quando o James está junto.

O livro é bom, mas acho que daqui algumas semanas não vou lembrar direito dos personagens, achei que faltaram detalhes e a intensidade que tinham nos livros do Bridgertons. Se alguém falar comigo que está lendo essa série (Bridgertons), eu sempre converso e lembro de muitos detalhes. Outra coisa que eu não gostei muito foram os nomes de alguns personagens dos livros dos Bridgertons nesse, não são as mesmas pessoas, mas como foram os nomes deles que são marcantes eu fiquei um pouco bolada na hora, porque os Bridgertons são os Bridgertons!

E vocês, acharam o que?

OUTROS COMENTÁRIOS

“Uma história encantadora que lhe proporcionará uma leitura agradável e bons sonhos.” – RT Book Reviews

“Outra jornada incrivelmente divertida escrita pela brilhante Julia Quinn.” – Writerswrite.com

Espero que gostem, até o próximo!

Andressa.

 

[RESENHA] CILADA PARA UM MARQUÊS – SARAH MACLEAN

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Depois de um tempo sem ler meu gênero literário favorito, hoje começo uma série nova e que infelizmente não está toda lançada. Ansiosa para ler o próximo livro e para que outros sejam lançados logo!

download

 

SINOPSE

“De todas as bobagens incríveis que ele já tinha visto as mulheres fazendo ao longo de sua vida, aquela era, sem dúvida, a pior.” Sophie Talbot é conhecida pela Sociedade como uma das Irmãs Perigosas – mulheres Talbot que fazem de tudo para se arranjar com algum aristocrata. O apelido chega a ser engraçado, pois se existe algo que Sophie abomina é a aristocracia. Mas parece que mesmo não sendo uma irmã tão perigosa assim, o perigo a persegue por todos os lugares. Quando a mais “desinteressante” das irmãs Talbot se torna o centro de um escândalo, ela decide que chegou a hora de partir de Londres e voltar para o interior, onde vivia antes de seu pai conquistar um título. Em Mossband, ela pretende abrir sua própria livraria e encontrar Robbie, um jovem que não vê há mais de uma década, mas que jura estar esperando por ela. No entanto, ao fugir de Londres, seu destino cruza com o de Rei, o Marquês de Eversley e futuro Duque de Lyne, um homem com a fama de dissolver noivados e arruinar as damas da Sociedade. Rei está a caminho de Cumbria para visitar o odioso pai à beira da morte e tomar posse de seu ducado. Tudo o que ele menos precisava era de uma Irmã Perigosa em seu encalço. O Marquês de Eversley está convicto de que Lady Sophie Talbot invadiu sua carruagem para forçá-lo a se casar com ela e conquistar um título de futura duquesa. Já Sophie tenta provar que não se casaria com ele nem que fosse o último homem da cristandade. Mas e quando o perigo tem olhos verdes, cabelos claros e a língua afiada? Essa viagem será mais longa do que eles imaginavam…

O QUE EU ACHEI!?

Sophie faz parte das irmãs que são denominadas “irmãs perigosas”, uma vez que uma delas aparentemente armou uma cilada para se casar com um duque. Apesar de suas irmãs e de sua mãe amarem o mundo da aristocracia, Sophie não se sente assim tão a vontade. Elas são filhas de um trabalhador e que adquiriu o titulo de conde em uma mesa de apostas. Isso faz com que elas sejam tratadas da mesma forma como um americano era recebido no meio deles.

Em um evento Sophie flagra o marido da irmã grávida com outra mulher e não se contém já que sua irmã não se defende. Num ataque de fúria ela joga o duque em um tanque com os peixes estimados da anfitriã. Imediatamente é ignorada pela sociedade e ela resolve fugir, por não aguentar mais essa vida. Enquanto pensa numa solução para seus problemas o Marquês de Eversley cruza seu caminho e ela imediatamente acha que ele é a solução para seus prolemas.  Sophie é uma mulher obstinada em seus objetivos apesar de se sentir insegura em relação a ela mesmo. Ela não desiste fácil de suas ideias.

Rei é o famoso libertino que não está nem ai para o que pensam sobre ele, na verdade ele faz questão de arruinar noivados por Londres. Quando foge de um encontro amoroso por uma treliça, Rei da de cara com com Sophie, que faz uma proposta para ele. Se ele a tirar do evento, ela devolve sua bota. Como ele não liga mesmo, da as costas a Sophie mesmo sem um par de botas. Rei não é um brutamontes, mas também não é um cavalheiro.

Depois que Sophie resolve se vestir de criado para fugir na carruagem de Rei, é uma confusão atrás da outra. Achei original a forma como eles se aproximam, mas como sempre eles possuem seus segredos. Mas não segredos que são exatamente escondidos da gente, então, prefiro assim. rs Eu gosto bastante dos livros da Sarah, apesar que tiveram dois que não foram tão legais assim de ler, mas o que são bons, são realmente bons! Esse é um deles e não tenho nada para reclamar.

 

Espero que tenham gostado, até o próximo!

Andressa.

 

[RESENHA] O AR QUE ELE RESPIRA – BRITTAINY C. CHERRY

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Ao mesmo tempo em que queria comprar o livro de hoje, relutei um pouco em pegar ele, não gostei tanto assim da sinopse, mas bora descobrir o que eu achei?

download

SINOPSE

O novo romance da autora de Sr. Daniels Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.

O QUE EU ACHEI!?

Assim que resolve voltar para sua cidade após um ano de luto pela perda do marido, Elizabeth já cruza o seu caminho com Tristan. Sem querer, Lizzie atropela Zeus e esse encontro não é nada agradável, Tristan é um ogro e trata ela super mal. Depois de levar os dois numa clinica veterinária, Lizzie espera por noticias de Zeus. Quando o veterinário diz que ele vai ficar bem, Tristan desaba e começa a chorar. Naquele momento acho que ela percebe quem ele realmente é.

Os encontros seguintes entre Tristan e Lizzie não são nada agradáveis, sempre cheio de grosserias da parte dele, até que um dia ele simplesmente a beija e as coisas começam a mudar. Aos pouco as grosserias vão diminuindo e a “amizade” ficando maior, mas a química entre eles é esquisita e quando Lizzie descobre que Tristan também perdeu uma esposa e além disso um filho, ela sabe que ninguém mais vai entender a dor dela como ele.

Eles acabam usando um ao outro para poder relembrar das pessoas que perderam, mas será que isso é certo? E eles percebem isso e resolvem que querem se envolver de verdade sendo Tristan e Lizzie. Mas será que isso vai dar certo?

Confesso, apesar da dúvida em relação a sinopse fiquei bem animada quando li uma resenha que o livro era bem realista e pé no chão. Então eu comprei, estava lendo e estava gostando bastante. Mas no final, não, eu não acho que aquilo seja uma realidade. é possível de acontecer, sim, com certeza, nós não estamos dentro da cabeça das pessoas. Mas eu nunca vi nenhuma história parecida nas reportagens da vida, e você, já viu? (Se sim, me conta nos comentários) Fora essa parte que eu achei muiiiitooo forçadO, o final é lindo, acredito que superação existe. Esse livro não vai ficar no topo dos livros que eu já li, mas só por causa do casal, também não entra para os piores.

E você ? Achou o que?

Me conta ai!

Andressa.

 

[RESENHA] UM CASO PERDIDO – COLLEEN HOOVER

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Normalmente quando leio livros de romance adolescente não faço resenha porque acho eles muito parecidos, talvez seja porque não leia tantos assim. Enfim, acabo de ler um que além de ter sido uma “História Nova” conseguiu me fazer chorar.

download

SINOPSE

Às vezes, descobrir a verdade pode deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras Sky nunca sentiu verdadeira atração por nenhum dos muitos garotos com quem esteve. Após anos estudando em casa convence sua mãe a fazer o último ano letivo na escola. É quando conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

O QUE EU ACHEI!?

Sky não é exatamente uma adolescente normal, quando ela começa a falar que fica com muitos garotos (inclusive levando eles até seu quarto) e que tem uma melhor amiga, da pra pensar que é normal. Mas livro continua, e ai a gente é pego de surpresa com uma mão que não permite que ela tenha contato com a tecnologia. Sky não tem acesso a internet, não tem um celular e nem uma mísera TV em casa. E ah, ela também estuda em casa, isso tudo é um pouco estranho mas fica de lado quando você começa a se envolver com a segunda parte da história.

Sky conhece Holder em uma situação completamente estranha quando ele pensa que ela é outra pessoa. Confesso que eu ficaria com medo dele, mas ela fica totalmente confusas com seus sentimentos, sente medo e atração ao mesmo tempo. Quanto ele mostra um temperamento bem exagerado e surgem algumas fofocas sobre ele, pensei, lá vem mas um livro da menina recatada apaixonada pelo bad boy. Eu gosto dessa escritora, ela sempre consegue aprofundar as coisas, e com esse livro não foi diferente.

Depois da “segunda fase” do livro, eu só me surpreendi mais e mais a cada capítulo, da para desconfiar o que realmente aconteceu, mas quando a gente lê, eu não esperava pelos detalhes que são dados sem detalhar demais e fiquei desestabilizada. Nunca chorei lendo um livro como aconteceu com esse, já tinha ficado emocionada, mas chorar? Não, e não foi só uma vez, foram várias.

Foram quase 600 páginas e eu não senti isso, tão bem contado e sem nada para encher linguiça. Acho que tudo foi necessário para que eu me pudesse sentir tão próxima da personagem.

Espero que gostem,

até o próximo!

Andressa.

[RESENHA] UM DE NÓS ESTÁ MENTINDO – KAREN M. MCMANUS

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Bora continuar investigando a vida dos outros?

download

 

SINOPSE

Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras.
Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera.
Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas.
Cooper, o atleta, astro do time de beisebol.
E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta?
Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.

O QUE EU ACHEI!?

Geeenteeee, o que falar desse livro? Que eu estou vidrada? Que matei minha vontade de ler algo que realmente me intrigasse e que eu não conseguisse desligar até terminar de ler? Que é foda demais!? São tantas opções!

No Colegial vemos que 5 estudantes ficam presos na detenção após a aula, todos sabem quem cada um é. Tem a nerd, a namorada do atleta mais popular da escola, um atleta, um caso perdido (aquele que não ta nem ai pra nada) e o fofoqueiro (dono de um aplicativo super em alta, afinal, quem não quer saber os podres dos outros?). Todos foram parar ali por um celular que apareceu na mochila de cada e que todos dizem não ser os donos dos mesmos. Um acidente de carro de pátio da escola tira atenção de todos, depois, simplesmente Simon (fofoqueiro) começa a passar mal, não consegue respirar. Todos tentam ajudar de alguma forma, mas nada mais pode ser feito, Simon falece no hospital.

Para a policia todos são suspeitos e na verdade todos eles escondem um segredo, seria um deles o assassino?

Fiquei tensa até o momento em que eu imaginei o que tivesse acontecido, mas mesmo tendo descoberto cedo demais, continuei presa, porque eu tinha que ir até o final. Será que era aquilo mesmo? Por que aquilo aconteceu?

Valeu muito o dinheiro gasto nesse livro, super bem escrito. As vezes ficava detalhando uma casa aqui e ali, mas nada que usasse uma pagina inteira, então nem levo em conta isso. Achei o final muito bom e mesmo tendo acertado o que tinha acontecido, ainda teve uma pessoa que me surpreendeu.

Queria continuação só para saber da vida após o assassinato de Simon!

E você, achou o que? Ficou vidrado igual a mim?

Até o próximo,

Andressa.

 

 

[RESENHA] O CASAL QUE MORA AO LADO – SHARI LAPENA

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje fugindo um pouco dos livros de romance de época, bora de suspense policial? Vi algumas resenhas desse livro falando super bem e achei a resenha muito boa, mas será que eu gostei?

Baixar-Livro-O-Casal-que-Mora-ao-lado-Shari-Lapena-em-Pdf-ePub-e-Mobi-ou-ler-online

SINOPSE

É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

O QUE EU ACHEI!?

Quando li a sinopse imaginei que o livro fosse ser uma coisa, quando vi que estava indo por outro caminho ainda estava gostando da leitura, ainda estava tentando  pensar no que podia ter acontecido. Quando chega na metade eles entregaram tudo pra mim, eu já sabia o que tinha acontecido, só não o porque. Depois disso ficou um pouco chato pra mim, mas fui até o final pra ter certeza de que estava certa.

Logo no começo do livro é visível que Marco e Anne estão tendo problemas conjugais, com o sumiço da filha eles tentam deixar isso de lado, mas fica difícil quando algumas coisas vão se revelando e a policia fica “jogando” um contra o outro, será que eles poderiam estar envolvidos no sequestro de Cora? Eu fiquei tensa? fiquei… mas só até a metade do livro. E ah, o final? O que foi aquele final? Ainda estou dúvida se foi bom ou não ter terminado daquele jeito. No começo achei ruim, mas agora estou em dúvida.

Sabe quando você assiste um filme e avalia ele como filme sessão da tarde? Assim que me senti com esse livro, é daqueles que é pra você ler quando todos os seus livros novos acabaram. Ruim não é, mas eu esperava bem mais.

Espero que tenham gostado, até o próximo!!

Andressa.

[RESENHA] ONZE LEIS A CUMPRIR NA HORA DE SEDUZIR – SARAH MACLEAN

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Continuando com a série Os Números do Amor, hoje temos o terceiro e ultimo livro. Me pergunto como eu tinha me esquecido, mas lá na série do O Clube dos Canalhas, Penélope foi abandona por Simon após ter anunciado o noivado! Tadinha, mas ai a gente entende os motivos de Simon e vamos ser sinceras, ela encontrou uma pessoa bem melhor pra ela.

download

SINOPSE

Juliana Fiori é uma jovem ousada e impulsiva, que fala o que pensa, não faz a menor questão de ter a aprovação dos outros e, se necessário, é capaz de desferir um soco com notável precisão. Sozinha após a morte do pai, ela precisa deixar a Itália para viver com seus meios-irmãos na Inglaterra.

Ao desembarcar no novo país, sua natureza escandalosa e sua beleza estonteante fazem dela o tema favorito das fofocas da aristocracia. Pelo bem de sua recém-descoberta família britânica, Juliana se esforça para domar seu temperamento e evitar qualquer deslize que comprometa o clã. Até conhecer Simon Pearson, o magnífico duque de Leighton.

O poderoso nobre não admite nenhum tipo de escândalo e defende o título e a reputação da família com unhas e dentes. Sua arrogância acaba despertando em Juliana uma irresistível vontade de desafiá-lo e ela decide provar a ele que qualquer um – até mesmo um duque aparentemente imperturbável – pode ser levado a desobedecer as regras sociais em nome da paixão.

O QUE EU ACHEI?

Ai gente, sei lá, se eu falar só que foi uma decepção fica bom? Rs.

Comecei a ler i livro super empolgada né, afinal, Juliana e Simon já tinham tido o primeiro encontro deles no primeiro livro e foi fofo! No segundo encontro, quando Juliana comparece ao primeiro baile dela, Simon e mãe dele fazem bullying com ela e Callie defende. Ai você pensa o que? Vamos ver como ele vai superar todo esse ranço que ele sente por pessoas que não pertencem a aristocracia. Não que o livro não seja isso, lógico que é, porque se não, como eles ficariam juntos no final?

As primeiras páginas são ótimas! No primeiro encontro deles nesse livro, ele demonstra todo essa indiferença que foi criado para sentir de pessoas como ela. E ai vão tendo umas passagens de quando eles se conheceram e ele se encantou por ela, e como ela conseguiu não dizer quem era para ele, pois isso estragaria tudo. Depois que ele descobre quem é Juliana de verdade, passa a trata-la super mal e jogar na cara dela toda hora que ela um escândalo ambulante e ela na dele que ele era um cara frio e impassível. Até ai eu estava gostando, mas eis que Juliana faz uma aposta com Simon, ela quer duas semanas para provar que fazer as coisas com paixão é muito melhor. Sério?! Achei forçada essa “aposta” e uma pouco desnecessária. Não sei se a escritora queria fazer algo diferente de alguns livros que eu mesmo tenho em casa, tem resenha até aqui no blog. O homem é o exemplo da aristocracia e a mulher tudo que a dama não deve fazer. Dai, pra dizer que tem algo a mais na historia, enfiou a tal da aposta. Não seria melhor o casal que se apaixona perdidamente mesmo sendo tão diferentes e que não conseguem ficar longe um do outro? Me esforcei pra terminar de ler, não aguentava mais e parecia que o livro nunca acabava.

O que mais gostei desse livro? Penélope, sem sombra de dúvidas e ela nem aparece muito. Se quiser ler resenha do livro dela, só clicar no link abaixo.

Entre o Amor e a Vingança

OUTROS COMENTÁRIOS

“Ótimo livro! Amei. Que cenas arrebatadoras! Fantástico!” – Eloisa James, autora de Quando a Bela domou a Fera

“Um absoluto deleite: espirituoso, inteligente, com personagens maravilhosamente sedutores.” – Booklist

OUTROS LIVROS DA SÉRIE

Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar

Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter

Espero que tenham gostado,

Até a próxima!

Andressa.

Resenha: kit pincéis oval

Olá pessoal! Tudo bem?

Um pincel que sempre quis experimentar foram os pincéis de formato oval, mas como já tenho os da Sigma que amo, não via necessidade de comprar mais nenhum, mas na minha última viagem, acabei comprando um kit no walmart mesmo não precisando…

Vamos conferir!

DSC_0008DSC_0005

Bem, hoje não terá o que diz a marca, pois pesquisei bastante esses pincéis e não encontrei sua origem rsrs.

Eles são uma gracinha, suas cerdas são bem macias, e mesmo assim, não consegui gostar deles, aí vão os motivos:

  • As cerdas são tão espessas, que fica até difícil de espalhar pó ou base com eles, para mim, o pincel não pode ser com poucas cerdas, nem ter cerdas em exagero, pois assim não fica maleável;
  • O cabo do pincel é muito fraco, se der bobeira ele pode quebrar perto das cerdas, que é o lugar mais fino dele;

(Isso se tratando dessa marca, acredito que devem ter outros que sejam bons)

Não sei se pelo fato de estar tão acostumada com os pincéis convencionais, acabei não dando muitas chances para esse.

Os dois menores ainda utilizo para fazer contorno, pra isso deu super certo, e os outros dois maiores, está sem uso na minha gaveta… ainda bem que só custaram $12,00 dólares.

Quando  for comprar pincéis, não importa o modelo, é sempre essencial prova-los fora da embalagem, pois só de sentir o toque das cerdas, já dá pra saber se vai gostar ou não.

E você? qual modelo de pincel prefere? Conta pra gente!

Espero que tenham gostado, beijos e até a próxima.

Denise