[Resenha] Um Perfeito Cavalheiro – Julia Quinn

Ei pesssoas,

Tudo certo com vocês?

3º livro da série, Um Perfeito Cavalheiro, como falei antes é digno do conto da Cinderela, e depois de ler novamente, sem dúvidas continua sendo o meu preferido dos irmãos Bridgertons.

Um Perfeito Cavalheiro

Sinopse

Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse parece um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, ela é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, porém, ela consegue entrar às escondidas no aguardado baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois. Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas.

Meu Resumo

Sophie é a filha bastardada do conde de Penwod e após a sua mãe morrer no parto, a avó deixa a neta na porta da casa do conde. O mesmo recebe a menina e começa a criá-la como sua pupila, apesar de todos os criados saberem o que ela é. A menina é criada como uma dama deve ser, recebendo o melhor estudo possível com os melhores tutores, porém o conde não é uma pessoa presente e visita muito pouco a Sophie e troca poucas palavras com ela. Depois de alguns anos, o conde se casa e leva sua esposa e duas enteadas para casa onde Sophie vive. No primeiro encontro Aranmita, a  madrasta percebe o que Sophie realmente é, e pede ao conde que tire a garota de dentro de casa. Mas ele nega, e ainda obriga que as enteadas tenham aulas junto com Sophie. Aranmita deixa bem claro para as filhas que não devem se misturar, e até dá total liberdade para que a filha mais velha maltrate a Sophie. Depois de 7 anos, o pai de Sophie morre, mas deixa em seu testamento que para a madrasta receber uma boa pensão, deve continuar cuidando de Sophie. A madrasta faz, mas ela passa a tratar Sophie como criada. Na verdade, como escrava, pois não paga nada a ela.

Está tendo um grande baile de máscaras na casa dos Bridgertons, e como Sophie é muito querida pelos criados, os mesmo providenciam roupas e máscaras para que ela posso ir ao baile, e “pegam emprestado” um par de sapato da madrasta. Já deixam tudo acertado com o colchoeiro, e Sophie deve voltar do baile antes da meia noite. Ao chegar no baile, ela logo chama atenção de todos, mas principalmente de Benecdit. Ele convida Sophie para dançar, como ela diz não sabe, ele a leva para o jardim privativo para que possa ensina-lá. As coisas acontecem de forma mágica pra eles, e se apaixonam imediatamente. Ao perceber que deu meu noite, Sophie sai correndo sem nem ao menos dizer seu nome a Benecdit, e deixa apenas uma luva com ele.
Benecdit até procura por ela no outro dia, seguindo a pista do brasão que estava na luva deixada por Sophie, mas se depara com a madrasta e as sua filhas na casa. Aranmita logo percebe o que está acontecendo e expulsa Sophie, que sem dinheiro, acaba pegando uns enfeites de uns sapatos que a madrasta já nem usava para tentar vender e sair de Londres.
Três anos depois, temos Benecdit em uma festa que não faz nem um pouco seu estilo. Por ser educado, procura o anfitrião da festa para se despedir e ir embora. Quando já estava desistindo e indo embora, percebe que uma das empregadas corre perigo no meio do anfitrião e seus amigos. Ele a salva, e depois a leva embora. Só que essa empregada é Sophie e ela fica super sentida porque Benecdit não a reconhece. No caminho para o chalé dele, eles pegam uma chuva muito forte, e como Benecdit vinha de um resfriado forte, começa a ter uma recaída. Após ficar de cama, Sophie cuida dele e com a convivência Benecdit percebe que deseja ela, mesmo que seja inadequado já que ela é uma empregada.
Benecdit acabada cedendo ao seu desejo, e pede que Sophie vire sua amante. Até porque ele deseja Sophie, mas espera encontrar novamente a dama do baile, a mulher com quem vem sonhando e espera se casar. Sophie não sabe disso, mas também não assume que é a dama do baile porque ele não a reconheceu.
E aí, o que será q acontece com esses dois? Será que ficam juntos!?

O Que Achei
Gente, eu escrevi demais. Queria contar mais, até poderia, porque acontece muitaaaa coisa ainda. Eu estava esperando ler esse livro de novo para dizer se é o melhor entre os oito pra mim, e sim, com toda certeza posso afirmar que sim. É lindo demais, e cada hora uma coisa nova acontece e surpreende. Esse livro é cheio de reviravoltas e eu torci muito por Sophie, para que tudo desse certo pra ela, pra finalmente ela ter alguém para cuidar dela como merecia. Leiam, vale muito a pena mesmo sendo uma releitura da Cinderela.

Série Os Bridgertons (Livro 2) – O Visconde que me Amava

Espero que tenham gostado, até semana que vem!

Beijos!

By: Andressa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s