Palácio e jardim de Versalhes

Oi pessoal, tudo bom com vocês? Hoje vou continuar a nossa viagem pela Europa, e vou falar como foi nossa visita ao Palácio de Versalhes, então fiquem comigo até o final do post. E não esqueçam de ficar sempre ligadinhos no blog, pois logo vou mudar de ares e irei falar sobre a Patagônia.

Acordamos cedo e pegamos o trem na estação que fica em frente ao hotel e fomos para o Palácio de Versalhes, eu e meu noivo compramos a passagem que da direito a viagens ilimitadas ao longo do dia, que valia mais a pena já que iríamos andar bastante no dia. A viagem demora mais ou menos uma hora e chegando em Versalhes foi só seguir o fluxo para encontrar o Palácio. Uma dica importante é chegar cedo e já ter comprado os ingressos pela internet, pois a fila é bem grande e mesmo tendo feito isso, pegamos uma fila de quase uma hora, mas poderia ter sido pior se não tivéssemos com os ingressos em mãos, que custava € 18,00 e dava direito a conhecer o interior do palácio e o jardim.

Viagem Europa 3828

Viagem Europa 3827

O Palácio de Versalhes fica localizado na cidade de Versalhes, subúrbio de Paris, e é um dos palácios mais conhecidos e visitados a nível mundial, são mais de 800 hectares e 2.300 aposentos, por isso é bom separar algumas horas para poder andar e conhecer um pouco da história de Versalhes, se possível um dia todo! Nos jardins você tem a opção de alugar um carrinho de golf para circular mais rápido por ele, se você planeja conhecer tudo, vale muito a pena alugar o carrinho, mas nós escolhemos andar mesmo. de qualquer forma, o legal é deixar se perder pelos jardins e descobrir a beleza em cada canto, inclusive, tem uma fonte que tem show de água, tocando músicas clássicas sincronizadas com jatos de água!

Viagem Europa 3833

Viagem Europa 3850

Viagem Europa 3851

Viagem Europa 3852

Após conhecer o palácio e o jardim de Versalhes, fomos em direção ao metrô para ir para o bairro de Montmartre, conhecer a igreja Sacré Coeur, que foi desenhada por Paul Abadie, e fica no alto do boêmio bairro, em uma colina de 130 metros de altura, onde se pode contemplar uma bela vista de Paris. A subida até a igreja pode ser feita de bondinho (que é pago), ou por escada, decidimos então subir pela escada, o que foi legal, pois assim a gente foi curtindo a vista e vendo os trabalhos dos artistas que ficam por ali, muitas pessoas sentam nas escadarias para aproveitar o momento e a vista.

Saindo de lá, fomos andando até encontrar o muro “Eu te amo” ou “Le mur des je t’aime”, que fica no mesmo bairro, em uma pequena praça chamada Place des Abbesses. O muro está escrito em mais de 300 idiomas a frase “Eu te amo”, e a ideia foi de Frédéric Baron, que começou pedindo para amigos e vizinhos escreverem “Eu te amo” no seu idioma materno.

20160521_190204

Após conhecer a praça, pegamos um metrô para a Galeries Lafayette, mas já estava fechada, pois já eram 20:00, então decidimos pegar o metro e voltar para o hotel.

Por hoje foi só pessoal, o próximo post vou falar do nosso último dia em paris, então fiquem ligados.

Beijos e até a Próxima.

Cintia.  

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s