A SELEÇÃO [KIERA CASS] – ENTENDA UM POUCO DO UNIVERSO

Ei Pessoas,

Tudo bem com vocês?

Eu estava fazendo os posts sobre os livros da Kiera, e decidi colocar um pouco do que eu tinha entendido do que era Illéa dentro da resenha, mas como estava ficando imenso, então resolvi fazer um post só sobre isso, bora lá conhecer minhas teorias e meus achometros!?

conheça-a-série-de-livros-a-seleção-kiera-cass-sobre-sagas-2013-capa-livros2

Quando li o livro a primeira vez, tudo o que realmente me interessou foi o romance, mas dessa vez reli tentando pegar alguns fatos para poder tentar entender como Illéa se formou, e o que era-o-que antes de tudo ter acontecido. Tentei buscar informações para conferir minhas teorias, mas não encontrei nada. Talvez eu que não saiba fazer a pesquisa, sei lá, não tenho muita paciência também. Vou colocar as informações em tópicos e de acordo com a ordem dos livros.

Alerta de Spoiler: Irei colocar a anotação que fiz dos 3 livros, então, se você ainda não leu todos, com exceção de A Herdeira e A Coroa, pode ser que tenha alguma informação que você teria no 3º livro por exemplo.

Mapa de Illéa (Acredito que seja a América do Norte e América Central)

3d35e90f12fa68f8cd923832f8c4135d

Antes das anotações, as divisões das castas…

A história de América e Maxon se passa no futuro, onde temos uma monarquia em que a sociedade é divida em castas. As castas definem a profissão e o status social de cada um, e relacionamentos entre pessoas de níveis diferentes não são bem vistos. É obrigatório que todos trabalhem, sendo que as pessoas devem escolher entre as profissões disponíveis em sua casta. A pessoa recebe sua casta como uma herança de família e só é possível mudar de casta por três maneiras.

– Casamento: assim que casa, a mulher passa a ser da casta do marido, independente de ser uma casta mais alta ou inferior. Para que isso aconteça, deve se passar por muita burocracia, justamente para atrapalhar esses casamentos entre castas;
– Recrutamento: ao completar 19 anos qualquer homem pode se eleger para a guarda real, independente da casta. Quando é escolhido, o recrutado torna-se automaticamente um Dois, assim, receberá treinamento e pensão para o resto da vida;
– Pagar para se tornar de uma casta mais alta: existe a possibilidade de se pagar para mudar de casta, mas é complicado, umas vez que é caro e quase ninguém consegue juntar o dinheiro necessário.  A única casta que não se consegue alcançar por meio da compra é a Um, porque não se pode comprar um título da nobreza.

As castas, finalmente…

Um: realeza e clero;
Dois: a elite, celebridades (músicos, modelos, atletas profissionais, atores, modelos), políticos e oficiais (soldados, policiais, bombeiros ou guardas recrutados);
Três: professores, filósofos, escritores, cientistas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, engenheiros, psicólogos, cineastas, produtores musicais e advogados;
Quatro: fazendeiros, joalheiros, corretores de imóveis e de seguros, chefes de cozinha, mestres de obras, proprietários e donos de restaurantes, lojas e hotéis;
Cinco: artistas não famosos, músicos, cantores eruditos, atores, dançarinos;
Seis: secretários, serventes, governantas, costureiras, balconistas, cozinheiros, motoristas;
Sete: jardineiros, pedreiros, lavradores, pessoas que limpam calhas e piscinas e trabalhadores braçais;
Oito: pessoas com deficiência (principalmente as desamparadas), viciados, fugitivos, indigentes, mendigos, pedintes, sem-tetos e pessoas à margem da sociedade.

Agora, minhas anotações:

 – A primeira evidência que encontrei que Illéa era mais de uma país, foi porque América coloca na ficha de inscrição que fala as 3 línguas faladas em seu país (até etão não tinha visto o mapa): Inglês, francês e espanhol;

– De acordo com um livro velho que o pai de América tinha, ela percebe que eles tinham uns feriados que não existem mais, como Halloween (que América não imagina o que seja) e ação de graças, permanecendo só o Natal no final do ano.

– Illéa fez um acordo com a China para que a “metade do mundo deles” comemorem a virada do ano de acordo com o calendário da China, o que a gente sabe, não é igual ao nosso, e pode variar de acordo com as crença deles;

– Alguns dos Reis que Illéa teve eram americanos ou canadenses;

– Eles possuem tecnologia, mas acredito que muita coisa deve ter sido destruída durante as guerras e não recuperado totalmente. Ex: TVs (não sei se todas as castas tem acesso, mas acredito que a família da América só assiste o jornal diário, que é tipo um canal aberto, as castas mais altas possuem assinaturas), telefones fixos (mas ligações são muito caras), celulares (América entende que é um telefone, mas onde está o fio!?), computador (o que América realmente não consegue entender o que é), alarme no palácio, entre outras coisas que não estou conseguindo me lembrar agora. Uma coisa que justifica eu pensar que a tecnologia deles ficou um pouco retrograda, é porque no Palácio tem janelas de ferro para poder proteger quem está dentro durante os ataques, mas essa janela de ferro tem que ser descida manualmente. E Maxon cita que para consertar o alarme do Palácio não é tão fácil, o me faz crer que não deve ter tanto material e nem mão de obra especializada;

– As comidas que estamos acostumados, só as castas mais altas conhecem, por exemplo o nosso tão querido e amado sorvete. América nunca tinha tomado e não conhecia;

– Depois dos EUA obterem uma divida grande com a China e não conseguir pagar devido estar quebrado financeiramente, surge a 3ª Guerra Mundial, onde a China toma os EUA que passa a se chamar Estado Americano da China. Com a aparência do país antigo, porém, onde a China manda e controla todos os passos;

– Com a invasão da China, vários países, principalmente os da Europa (que acredito que tenha sido totalmente destruída posteriormente) se juntam e fazem uma aliança;

– Após 5 anos dessa união, o EAC queriam combater a China, mas tiveram que enfrentar outra invasão primeiro, a da Rússia. Com o fracasso da Rússia e o enfraquecimento do poder da China sobre o EAC, eles tiveram a oportunidade de contra-atacar com o apoio de toda a América do Norte. Esse combate foi comandado por Gregory Illéa. O que seria a 4º Guerra Mundial;

– Com as alianças firmadas, eles formam uma frente unida comandada por Gregory. Com o nome dos EUA arruinado, eles não quiseram reaproveitar esse nome, nascendo assim uma nova nação chamada Illéa, em homenagem ao seu “salvador”. Isso pra mim explicaria quando eles falam a nossa “metade do mundo”, acredito que tudo que não seja Illéa e a China foi destruído durante a guerra.

– Pra mim fica parecendo que eles fazem de tudo para esconder a história do país para as castas inferiores, já que em uma aula nem Merlee (Quatro) e nem América (Cinco), não sabiam nada sobre como aquele mundo em que elas viviam se formou. Quase não existem livros, e aquele do pai de América que aparece, é bem surrado, com bordas queimadas e várias páginas arrancadas. Quando o pai de América vê que ela está com esse livro, diz que ela pode até ler, mas precisa guardar segredo sobre o que estiver escrito. É onde América lê sobre o Halloween e outros feriados.

Algumas da leis…

Existem leis básicas a serem seguidas no país, uma espécie de Código Civil que regula a vida pública a privada da população.

Toque de recolher: é proibido sair de casa depois das dez horas da noite. A punição pelo não cumprimento pode ser a prisão ou morte;

Sexo antes de casamento: Em Illéa são expressamente proibidas relações sexuais fora do matrimônio. É um jeito eficaz de conter doenças e ajuda a manter intacto o sistema de castas. Caso engravide, você será preso e seu filho automaticamente um Oito;

Roubo: Como só as castas mais altas tem acesso a métodos contraceptivos, as castas inferiores sofrem com números altos de filhos, e é difícil ter dinheiro para alimentar toda a família. Quando alguém recorre ao roubo, são punidos severamente. Adultos são submetidos a julgamentos, sendo rapidamente jogados na prisão ou condenados à morte, dependendo do valor do item roubado. Crianças são espancadas e açoitadas. Como aconteceu com o irmão de Aspen.

Só mais uma informação…

Essa trilogia maravilhosa iria ganhar uma versão para televisão em formato de série, mas para nossa decepção não rolou.  Porém, se fosse pra ser igual o trailer abaixo, com o Maxon babaca e uma América que não é ruiva, acho que não teria sido legal para nós que somos fãs dos livros, se liga só:

Os direitos da trilogia de livros foram comprados pela The CW em 2012. A história se tornaria uma série, onde Aimee Teegarden foi escalada como a protagonista América, assim como Ethan Peck como Maxon e William Moseley como Aspen. Mais tarde o piloto da série foi rejeitado.

Logo em seguida, a CW ordenou a gravação de outro piloto, com um elenco completamente novo e um roteiro muito mais adulto. Ele não seria muito fiel à série de livros, tendo até conteúdo +18 em seu enredo. Mesmo com essa nova aposta, o piloto foi rejeitado novamente. Os direitos da série retornaram para a autora Kiera Cass.

Será que alguém mais vai arriscar e fazer um roteiro para nós!? Fico na esperança!!

Livros da Série

A Seleção

A Elite

A Escolha

Espero que tenham gostado,

Até a próxima!

Andressa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s