[RESENHA] COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS – JULIA QUINN

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje vamos falar do segundo livro dessa duologia (não podiam ser tipo uns 5 agentes?) da Julia com uma participação mega especial!

9788580417616

SINOPSE

Elizabeth Hotchkiss precisa se casar com um homem rico, e bem rápido. Com três irmãos mais novos para sustentar, ela sabe que não lhe resta outra alternativa.

Então, quando encontra o livro Como se casar com um marquêsna biblioteca de lady Danbury, para quem trabalha como dama de companhia, ela não pensa duas vezes: coloca o exemplar na bolsa e leva para casa.

Incentivada por uma das irmãs, Elizabeth decide encontrar um homem qualquer para praticar as técnicas ensinadas no pequeno manual.

É quando surge James Siddons, marquês de Riverdale e sobrinho de lady Danbury, que o convocou para salvá-la de um chantagista. Para realizar a investigação, ele finge ser outra pessoa. E o primeiro nome na sua lista de suspeitos é justamente… Elizabeth Hotchkiss.

Intrigado pela atraente jovem com o curioso livrinho de regras, James galantemente se oferece para ajudá-la a conseguir um marido, deixando-a praticar as técnicas com ele. Afinal, quanto mais tempo passar na companhia de Elizabeth, mais perto estará de descobrir se ela é culpada.

Mas quando o treinamento se torna perfeito demais, James decide que só há uma regra que vale a pena seguir: que Elizabeth se case com seu marquês.

O QUE EU ACHEI!?

Após 5 anos a morte de seus pais, Elizabeth decide que é hora de se casar. As contas não fecham e eles (Elizabeth e os 3 irmãos mais novos) provavelmente serão expulsos após o vencimento do aluguel do chalé em que moram. Mesmo sendo dama de companhia de LADY DANBURY, SIIIIMMMM, ELA MESMO, COM TODA SUA GRAÇA!!!!! O dinheiro não está sendo suficiente nem mesmo para colocar comida à mesa. Depois de Lady Danbury liberar Elizabeth mais cedo pois iria encontrar o novo administrador de sua casa em Surrey, Lizzie encontra um livro intrigante na biblioteca “COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS”, ela tenta, mas não consegue resistir e acaba levando o livro pra casa. Afinal, ela não quer necessariamente um Marquês, mas sim um homem que possa ajuda-la com as despesas.

James que já conhecíamos do livro anterior recebe um pedido muito estranho de sua tia, Lady Danbury. Ela solicita que ele vá até Surrey mas não como o Marquês de Riverdale e inventa até outro sobrenome pra ele. James fica intrigado, mas faz o que foi pedido. Elizabeth é super desastrada e ele mal chega a propriedade e já esbarra com ela, literalmente, e lógico fica intrigado com a loura baixinha. James descobre que sua tia está sendo chantageada por um segredo a muitos anos escondido e por isso ela pediu que ele viesse disfarçado, quer que ele descubra quem é o chantagista.

Apesar do primeiro e segundo dialogo entre eles ter sido bem estranho, quando eles começam a conversar “sem máscaras” a paixão começa a surgir.

Achei esse infinitamente melhor que o primeiro, não ficou aquela coisa chata de perdi meu primeiro amor e não posso mais ser feliz. Apesar que no começo do livro achei chato que focou muito em Elizabeth e os irmãos, queria ler interação entre os personagens principais logo. Mas ai eu percebi que conhecer os irmãos dela fazia parte, se não, como poderíamos torcer para o melhor para eles também? Eu tive a impressão de que esse livro “COMO SE CASAR COM UM MARQUÊS” ou algo muito parecido já apareceu em algum outro livro que eu já li, não sei se da Julia ou de alguma outra autora. Agora, vocês precisam descobrir, será que fingir ser uma outra pessoa pode dar certo? Rs

Nesse livro senti um pouco do que sentia lendo os livros do Bridgertons, não sei se foi Lady Danbury que me trouxe esse saudosismo. Aliás, que está exatamente como está nos outros livros, intrometida, inconveniente quando deseja, língua afiada e essas coisas que nós já sabemos.

OUTROS COMENTÁRIOS

Considerada “a rainha dos romances de época” pela Goodreads, os livros de Julia Quinn atingiram a marca de 10 milhões de exemplares vendidos no mundo.

“Julia Quinn é nossa Jane Austen contemporânea.” – Jill Barnett

Espero que tenham gostado, até o próximo!!

Andressa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s