[RESENHA] A GAROTA PERFEITA – MARI KUBICA

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje com mais um suspense policial para vocês, sei que não é todo mundo que curte esse estilo de investigação, mas na falta de bons filmes sobre o gênero, tenho que recorrer aos livros.

a-garota-perfeita-mary-kubica-minha-vida-literaria

SINOPSE

Mia, uma professora de arte de 25 anos, é filha do proeminente juiz James Dennett de Chicago. Quando ela resolve passar a noite com o desconhecido Colin Thatcher, após levar mais um bolo do seu namorado, uma sucessão de fatos transformam completamente sua vida. Colin, o homem que conhece num bar, a sequestra e a confina numa isolada cabana, em meio a uma gelada fazenda em Minnesota. Mas, curiosamente, não manda nenhum pedido de resgate à família da garota. O obstinado detetive Gabe Hoffman é convocado para tocar as investigações sobre o paradeiro de Mia. Encontrá-la vira a sua obsessão e ele não mede esforços para isso. Quando a encontra, porém, a professora está em choque e não consegue se lembrar de nada, nem como foi parar no seu gélido cativeiro, nem porque foi sequestrada ou mesmo quem foi o mandante. Conseguirá ela recobrar a memória e denunciar o verdadeiro vilão desta história?

O QUE EU ACHEI?!?

Mia é aquela pessoa que parece que nasceu na família errada, não consegue se dar bem com o pai e nem com a irmã, que é uma cópia do pai. Foi “rebelde” durante a adolescência e saiu de casa assim que completou 18 anos e teve que lutar pelo seu espaço sozinha. Não demora muito pra gente entender o motivo da antipatia e frustração que ela sente em relação ao pai.

Colin foi um mistério no começo, da pra ver que ele gosta da Mia logo de cara, mas não abaixa a guarda tão fácil. Ele ia receber uma grana para poder sequestra-la, mas o bandido que fez o pedido é barra pesada, então ele desiste de fazer a entrega e resolve salva-la, porque ele sabe que independente do pai dela pagar ou não o resgate, no final ela vai acabar morta.

Já gostei de cara porque você não lê o livro no ponto de vista de um só personagem, melhor ainda porque ele altera a visão entre o passado e o presente entre: Gabe – o detetive, Eve – a mãe e Colin – Sequestrador. Dessa forma a gente não conhece só sobre Mia e Colin, mas aprende também sobre aqueles que estão em volta deles e que vão fazer parte de todo o quebra-cabeça que é essa história.

Eu li a Garota Desaparecida antes desse e não fiz resenha porque achei o livro óbvio do começo ao fim, não é que tenha sido uma leitura ruim, mas não me surpreendeu em nada. Esse foi diferente, a unica coisa que eu previ que iria acontecer foi porque o livro me deu a dica, e eu ainda tive que esperar bastante, estava quase desistindo. Rs

Se eu recomendo o livro? Preciso dizer mais? O final foi surpreendente, não imaginava que terminaria daquela forma, e para fechar com chave de ouro, veio o epílogo!

 

Espero que tenham gostado,

Até o próximo!

Andressa.

Anúncios

[RESENHA] O CASAL QUE MORA AO LADO – SHARI LAPENA

Ei Pessoas,

Tudo certo com vocês?

Hoje fugindo um pouco dos livros de romance de época, bora de suspense policial? Vi algumas resenhas desse livro falando super bem e achei a resenha muito boa, mas será que eu gostei?

Baixar-Livro-O-Casal-que-Mora-ao-lado-Shari-Lapena-em-Pdf-ePub-e-Mobi-ou-ler-online

SINOPSE

É o aniversário de Graham, e sua esposa, Cynthia, convida os vizinhos, Anne e Marco Conti, para um jantar. Marco acha que isso será bom para a esposa; afinal, ela quase nunca sai de casa desde o nascimento de Cora e da depressão pós-parto. Porém, Cynthia pediu que não levassem a filha. Ela simplesmente não suporta crianças chorando. Marco garante que a bebê vai ficar bem dormindo em seu berço. Afinal, eles moram na casa ao lado. Podem levar a babá eletrônica e se revezar para dar uma olhada na filha. Tudo vai dar certo. Porém, ao voltarem para a casa, a porta da frente está aberta; Cora desapareceu. Logo o rapto da filha faz Anne e Marco se envolverem em uma teia de mentiras, que traz à tona segredos aterradores.

O QUE EU ACHEI!?

Quando li a sinopse imaginei que o livro fosse ser uma coisa, quando vi que estava indo por outro caminho ainda estava gostando da leitura, ainda estava tentando  pensar no que podia ter acontecido. Quando chega na metade eles entregaram tudo pra mim, eu já sabia o que tinha acontecido, só não o porque. Depois disso ficou um pouco chato pra mim, mas fui até o final pra ter certeza de que estava certa.

Logo no começo do livro é visível que Marco e Anne estão tendo problemas conjugais, com o sumiço da filha eles tentam deixar isso de lado, mas fica difícil quando algumas coisas vão se revelando e a policia fica “jogando” um contra o outro, será que eles poderiam estar envolvidos no sequestro de Cora? Eu fiquei tensa? fiquei… mas só até a metade do livro. E ah, o final? O que foi aquele final? Ainda estou dúvida se foi bom ou não ter terminado daquele jeito. No começo achei ruim, mas agora estou em dúvida.

Sabe quando você assiste um filme e avalia ele como filme sessão da tarde? Assim que me senti com esse livro, é daqueles que é pra você ler quando todos os seus livros novos acabaram. Ruim não é, mas eu esperava bem mais.

Espero que tenham gostado, até o próximo!!

Andressa.